Respostas a Algumas Perguntas Costumeiras sobre o Integralismo.

L. Ferreira*
Primeiramente gostaria de dizer que não respondo pelo Movimento, mas há algumas perguntas e dúvidas, que também eram minhas antes de começar a estudar o Integralismo.

1) Qual o significado de Anauê?
R. : Bem, sobre a saudação Anauê, a mesma significa, em linguagem Tupi, algo como “você é meu parente”, ou “você é meu irmão”.

2) Vocês têm os mesmos princípios, como no início do Integralismo no Brasil, isto é, o Integralismo é inspirado no fascismo, e hoje vocês apóiam o fascismo?
R.: O Integralismo nunca foi um movimento fascista, muito menos nazista. Quem afirma isto ou o faz por má fé, ou por não ter lido nenhum documento Integralista. Há de se considerar que fascismo e nazismo são movimentos distintos, e é um erro classificá-los como “sinônimos”.

3) Se, hoje, vocês Integralistas adotam ainda a idéia de promover desfiles paramilitares, fazer saudações (que na época, 1935, eram saudações fascistas), usar uniformes, bandeiras, hinos militares, que até alguns livros de história, como Historia Integrada de José Jóbson Arruda, falam que eram de formas semelhantes ao nazismo alemão, e tinham por objetivo garantir a coesão interna do partido, intimidando seus inimigos políticos?
R.: O Integralismo nunca promoveu desfiles para-militares. Uma organização para-militar tem como característica fundamental o treinamento militar (as Farc da Colômbia, por exemplo, são um grupo para-militar), o que nunca foi o caso do Integralismo, que nunca foi uma milícia armada. Quanto a usar uniformes, bandeiras e hinos, não vejo nisto uma característica exclusiva do hitlerismo ou fascismo, até porque muitas associações hoje em dia os usam, sem com isso serem fascistas ou nazistas.

4) Eu sou Evangélico Cristão (Crente), e gostaria de saber se vocês que são na sua maioria Católicos apóiam a entrada de pessoas no partido sem distinção de religião e raça?
R.: O Integralismo tem por doutrina a liberdade religiosa (eu sou metodista), e não prega, de forma alguma, superioridades raciais. É fato comprovado, basta ver as fotos históricas, que havia pessoas de todas as raças nas fileiras integralistas.

Enfim, aconselho a leitura de alguns Livros de Plínio Salgado, como “Páginas de Ontem”, “Cartas aos Camisas-Verdes”, “Discursos – 1ª Série”, “Páginas de Combate” e tantos outros. Devo confessar que com o volume de informação que se tem nesses documentos, é de se ficar indignado com a comparação que se faz do Integralismo com movimentos fascista ou nazista. Certamente encontrará neles, não só respostas para suas dúvidas e questões, como verá também como o Integralismo é mal-compreendido, principalmente por pessoas que o fazem com má-fé, pois, Plínio Salgado comenta assuntos como a comparação com o fascismo, liberdade religiosa e política, entre outros assuntos de suma importância.

Antes da 2ª Guerra eram comuns desfiles nazistas nas cidades do Sul do país. Na ocasião havia apenas um grupo que combatia essas manifestações. Os comunistas? Não, os integralistas! Há documentos que comprovam isto nas delegacias sulistas. Ora, Plínio Salgado já dizia, após a volta de seu exílio, que “tentam dar como Integralistas idéias que o Integralismo combate” (em seu Discurso de posse da presidência do PRP).

O Integralismo, por seu caráter espiritualista, é um movimento único. O maior movimento cívico que esse país já teve.

* Σ – Jornalista – RJ

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: